Sexta-feira, 19 de Setembro de 2020
Notícias

Conduta vedada para pré-candidatos começa a valer a partir deste sábado na PB

VEJA AI

Publicada em 13/08/20 às 12:52h - 80 visualizações

por IMAPE-PB / Instituto Majoritário de Pesquisas e Estatisticas


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: IMAPE-PB / Instituto Majoritário de Pesquisas e Estatisticas)

Começa a valer a partir do sábado (15), a proibição a agentes públicos de todo o Brasil da praticar diversas condutas devido às eleições municipais marcadas para o dia 15 de novembro. O prazo de três meses que antecede o primeiro turno está de acordo com a legislação eleitoral e visa dar mais condições iguais de oportunidades entre os candidatos na disputa. A regra está prevista na Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) e tem como objetivo evitar o uso de cargos e funções públicas em benefício de determinadas candidaturas e partidos.

Entre as condutas vedadas aos candidatos estão a de nomear, contratar, admitir ou demitir sem justa causa servidor público municipal. Também fica proibido remover, transferir ou exonerar esses servidores do município, até a posse de quem for eleito. Outra proibição imposta pela lei é a de fazer transferências voluntárias de recursos da União aos estados e municípios, e dos estados aos municípios.

Leia Também:
Léo Bezerra declara apoio à indicação de Bruno Farias em caso de composição
A exceção, nesse caso, cabe somente nos casos de verbas destinadas a cumprir obrigação prévia para a execução de obra ou serviço em andamento, com cronograma já fixado, e as utilizadas para atender emergência e calamidade pública. Ainda de acordo com a legislação, publicidade institucional dos atos praticados por agentes públicos também fica suspensa, bem como programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos ou de entidades da administração indireta, salvo em situação de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral.

Os agentes públicos também não podem fazer pronunciamento em cadeia de rádio e televisão fora do horário eleitoral gratuito. A exceção é se o pronunciamento se tratar de matéria urgente, relevante e que esteja relacionada às funções de governo, já que o Brasil está enfrentando uma pandemia.

Redação



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (83) 9.9621-4142

Copyright (c) 2020 - IMAPE-PB / Instituto Majoritário de Pesquisas e Estatisticas - Rua: Capitão João Pedro - 402 - Centro, CEP: 58.970-000 - Conceição/PB - Telefones:(83) 3453-2629 / 9.9621-4142